sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Campo Grande - Mato Grosso do Sul


Campo Grande

Campo Grande é um município brasileiro da região Centro-Oeste, capital do estado de Mato Grosso do Sul. Reduto histórico de divisionistas entre o sul e o norte, Campo Grande foi fundada há mais de 100 anos por colonizadores mineiros, que vieram aproveitar os campos de pastagens nativas e as águas cristalinas da região dos cerrados. A cidade foi planejada em meio a uma vasta área verde, com ruas e avenidas largas. Relativamente arborizada e com diversos jardins por entre as suas vias, apresenta, ainda nos dias de hoje, forte relação com a cultura indígena e suas raízes históricas. Por causa da cor de sua terra (roxa ou vermelha), recebeu a alcunha de Cidade Morena. A cidade está localizada em uma região de planalto, em que é possível ver os limites da linha do horizonte ao fundo de qualquer paisagem. O aqüífero Guarani passa por baixo da cidade.



Campo Grande


Campo Grande está localizada no centro do estado e eqüidistante dos extremos norte, sul, leste e oeste de Mato Grosso do Sul, fator que facilitou a construção das primeiras estradas da região, contribuindo para que se tornasse a grande encruzilhada ou pólo de desenvolvimento de uma vasta área. É considerado o mais importante centro catalisador de toda a atividade econômica e social do estado, posicionando-se como o de maior expressão e influência cultural, sendo também o pólo mais importante de toda a região do antigo estado, desmembrado em 1977. Em 1950, o município concentrava 16,3% do total das empresas comerciais de Mato Grosso do Sul; em 1980, este número subiu para 24,3% e, em 1997, a 34,85%. Também registrou crescimento populacional acima da média nacional nos anos 1960, 70 e 80. Hoje, a cidade possui dimensões e características próximos aos de uma metrópole, com uma população próxima de 1 milhão de habitantes, sendo considerada uma das cidades mais desenvolvidas da região Centro-Oeste do Brasil. Segundo pesquisa feita em 2006 pela revista Exame, Campo Grande é a 28ª melhor cidade do Brasil em infra-estrutura, fator decisivo na atração de investimentos.

Ponto turisticos


Pensão Pimentel



Morada dos Baís


A antiga Pensão Pimentel, passou a chamar-se novamente de Morada dos Baís no ano de 1993, quando foi tombada oficialmente como Patrimônio Histórico e Cultural da cidade de Campo Grande. Após a finalização de uma grande reforma em 1995, artistas, escritores, apreciadores da cultura e turistas transformaram a Morada em parada obrigatória no circuito cultural da cidade, resgatando a importância turística que o local representa para Campo Grande. Situada na esquina da Av. Noroeste com a Av. Afonso Pena, a Morada do Baís foi o primeiro sobrado da cidade. Construída por etapas, entre os anos de 1913 e 1918, o prédio foi, durante 20 anos, residência do comerciante italiano, Bernardo Franco Baís. A partir de 1938, após a morte de seu proprietário, o sobrado de arquitetura em estilo eclético, projetado pelo engenheiro José Pandiá Calógeras e edificado pelo cosntrutor italiano Mathias, passou a atrair hoteleiros, por sua beleza e posição estratégica que permitia apreciar a passagem do trem do pantanal de suas altas portas-janelas. Arrendada para Nominando Pimentel, a Morada dos Baís transformou-se na Pensão Pimentel e assim permaneceu até 1979 quando a Pensão deu lugar a variados tipos de comércio, tais como escola de datilografia, casa lotérica e alfaiataria. Hoje, após a reforma de 1995 a Morada dos Baís conta com três salas para exposições de artes, um espaço para apresentações musicais, um restaurante, hoje desativado, além do espaço Lídia Baís que reconstitui o quarto da filha de Bernardo Baís, uma das primeiras artistas de Campo Grande, com seus afrescos espalhados pelas paredes e seus objetos pessoais.

*O Projeto de restauração foi dos arquitetos Regina Maura Lopes Couto, Fernando Antônio Castilho e Mário Sérgio Sobral Costa. A recuperação dos painéis de Lídia Baís ficou sob a responsabilidade da artista Dulcimira Campesani, professora dos Departamento de Artes e Comunicação da UFMS.
Onde fica: Avenida Noroeste, 5.140
Horário: de 3ª a sáb. das 8h às 19h, dom.das 9h às 12h

Parque das Nações Indígenas



Parque das Nações Indígenas

Maior parque urbano de lazer do País. Possui 119ha, com 4 mil metros de pista para caminhada, lanchonetes, sanitários, policiamento, lago, local destinado a shows e apresentações e restaurante.

Horário de visitação: 3ª a domingo das 6h às 21h

Camelódromo





Camelódromo

Possui 646 boxes, com comércio variado, prevalecendo os artigos importados, uma lanchonete e banheiros públicos. O prédio é adaptado para portadores de necessidades especiais.

Horário de visitação:
De 2ª a sábado, das 7h às 18h

Mercado Municipal de Campo Grande




Mercado Municipal de Campo Grande




Construído em 1933. Pavilhão da Firma Irmãos Fidale e Prefeitura Municipal. No local são comercializados hortifrutigranjeiros e artesanatos regionais.

Horário de visitação
2ª a sábado as 6:30h as 18:30h; domingo das 6:30h às 12h


Horto Florestal
PARQUE FLORESTAL ANTÔNIO DE ALBUQUERQUE



PARQUE FLORESTAL ANTÔNIO DE ALBUQUERQUE



Possui 4,5 ha, distribuídos em pista para Cooper, orquidário, biblioteca municipal, cancha de bocha, teatro de arena, espelho d’água, projetos de reflorestamento, paisagismo. Onde José Antônio Pereira, fundados da capital, ergueu acampamento em 1872.

Endereço: Rua Francisco Candido Xavier, s/n.
Bairro: Amambaí - CEP: 79002-050 - Região Urbana: Centro
Telefone: 3314-3691
Funcionamento: de terça a sexta-feira, das 5 h. às 20 h.. Aos sábados, domingos e feriados, das 5h às 21h, e às segundas-feiras o parque é fechado para manutenção.
Para maiores informações, na Administração do Horto Florestal: 3314-3691
Para a utilização da cancha, Teatro de Arena, da pista de bicicross e da pista:
Utilização individual: o acesso é livre.
Utilização de grupos: enviar ofício a FUNDAC, solicitando o agendamento para eventos.
Oficinas e Cursos do Horto Florestal
Endereço: Rua Francisco Candido Xavier, s/n.
Bairro: Amambaí - CEP: 79002-050 - Região Urbana: Centro
Telefone: 3314-3691
Funcionamento: terça-feira a domingo
Cursos oferecidos: papel reciclado, mosaico, violão, desenho, pintura a óleo, mandala, capoeira, mosaico, e Projeto Alternativo.
Para maiores informações - Administração do Horto Florestal - 3314-3691
Projeto "Só Rock no Horto" - Apresentação de bandas de rock.
Local de realização: Horto Florestal
Telefone: 3314-3222 - Bairro: Amambaí - Região Urbana: Centro
Data da realização: primeiro domingo de cada mês, das 17h às 20h
Taxa: isento
Shows de música
Para maiores informações: FUNDAC
Telefone: 3314-3222
Setor: Departamento de Cultura Biblioteca Pública Municipal "Anna Luiza Prado Bastos" - Prof. Galega
Endereço: Rua do Parque, s/n.º - Horto Florestal Bairro: Amambaí -
CEP: 79002-050 - Região Urbana: Centro
Telefone: 3314-3209
Funcionamento: segunda a sexta-feira, das 7h e 30 min Às 18h e aos sábados das 7h e 30 min às 13h
Taxas: isento

Catedral Nossa Senhora da Abadia

Igreja Santo Antônio
 
 



Era chamada de Igreja Santo Antônio. Foi a primeira igreja da cidade, construída em meados de 1880. Recebeu este nome por ser o santo protetor do fundador da cidade, José Antônio Pereira. Recebeu o título de Catedral, após a bênção do Papa João Paulo.

Rua 14 de Julho, Bairro Santo Antônio



Praça Ary Coelho




Praça Ary Coelho



Praça Ary Coelho: é a praça mais tradicional da cidade, localizada no centro da capital.

Foi o 1º cemitério da cidade, tornando-se praça em 1909.
Recebeu o nome de Ary Coelho em 1954.
Em 1922 é construído o Coreto, dando lugar à fonte luminosa em 1957.
Endereço: Av. Afonso Pena entre as ruas 13 de maio e 14 de julho, Centro

Memorial da Cultura Indígena



 
 

Memorial da Cultura Indígena
 
 
Situado na única Aldeia Indígena do País.. Espaço de resgate da cultura indígena, com acervo variado de cerâmica Terena, artesanato em palha, telas com motivos indígenas e literatura específica. Sua arquitetura – construída em bambu e palha de sapé – é pioneira no país.

Horário de visitação:
Diariamente das 8h às 18h. R$ 1,00 (por pessoa)
Endereço: Saída para Três Lagos



Praça das Araras


Praça das Araras




Por causa das polêmicas esculturas das araras, que lhes emprestam o nome, a Praça das Araras é uma das mais procuradas pelos campo-grandenses e visitantes.

Endereço: R. Dr. João Rosa Pires x R. Dom Aquino, Amambaí



Casa de Menória Arnaldo Estevão Figueiredo



Casa de Menória Arnaldo Estevão Figueiredo



Criada para resgatar e preservar documentos sobre a história de Mato Grosso do Sul, a Casa da Memória Arnaldo Estevão de Figueiredo é uma edificação do inicio da década de 1920. Situado na Avenida Calógeras, esquina com a Rua Barão do Rio Branco, o local abriga moveis de época, quadros e objetos pertencentes à família do seu patrono dispondo de videoteca, banco de dados e museu virtual.

Localização: Av. Calógeras, 2.163.

Igreja São Francisco


Igreja São Francisco

Considerada uma das mais belas construções históricas de Campo Grande, a Igreja São Francisco pertence à paróquia de mesmo nome, cujas origens remontam ao decreto assinado por Dom Orlando Chaves, então bispo de Corumbá, em 1950. Em seus primeiros tempos não há ainda o belo conjunto arquitetônico que encanta os freqüentadores e os visitantes de hoje, e as missas são celebradas em um salão alugado. A Matriz que hoje se vê foi concluída em 1955, graças ao trabalho do engenheiro construtor frei Valfrido e de outros franciscanos, e ao esforço ativo da comunidade. A fachada do edifício acompanha espacialmente as linhas das fachadas da estação ferroviária e de sua vila operária, e o local escolhido para sua construção será próximo ao trajeto do Trem do Pantanal.

As construções são realizadas com a ajuda de freis franciscanos e alemães recém-chegados ao Brasil, cuja subsistência será assegurada por famílias de pequenos produtores rurais residentes em áreas contíguas ao conjunto. Cada família “adota” um franciscano e assegura-lhe o necessário para a existência. Também os materiais são adquiridos por meio de contribuição popular, inclusive os delicados vitrais finalmente executados por uma sociedade de artesãos italianos.
Totalmente reformado em 1995-96, o conjunto franciscano engloba a Matriz, que é a igreja paroquial e conventual, e seu convento. As atividades da paróquia estão organizadas especialmente em torno da catequese, liturgia, batismo, pastoral vocacional e grupos de apoio social, entre outros. É no território da paróquia que se encontram as principais instituições católicas de Campo Grande, tais como a sede regional da CNBB, o Tribunal Eclesiástico, o Instituto de Teologia, a residência do bispo e a Universidade Católica Dom Bosco.
Localizada: Na rua 14 de julho n.4213

Igreja São José



Igreja São José

Paróquia São José: construída em 1938, sendo uma das mais frequentadas na cidade. Notar os belos vitrais da igreja. Localizado nas esquina das ruas Dom Pedro Celestino e Dom Aquino.



Parque do Soter





Parque do Soter


O parque preserva a nascente do córrego Sóter. Proporciona atividade de lazer e educação ambiental. Dotado de pista de caminhada, ciclovia, pista de skate e quadras de esporte.

Endereço - Rua Cristóvão Lechuga Luengo, 25- Vila Mata do Jacinto


Parque Estadual do Prosa





Parque Estadual do Prosa


Regado pelas águas dos córregos Joaquim Português e Desbarrancado, com uma localização constituída pelas Secretarias e Governadorias da Capital do Estado de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, no Parque dos Poderes, com avenidas de circulação (Av.Afonso Pena e Av. Mato Grosso), que permitem acesso ao parque. Atualmente, o Parque Estadual do Prosa (PEP) tem uma área aproximada de 135 ha e altimetrias em torno de 600m, situa-se no Planalto da Serra de Maracaju, dentro do perímetro urbano da capital do Estado.Está localizado no domínio dos Cerrados (chapadões recobertos por cerrado e penetrados por florestas e galerias) e pertence á bacia do Paraná. O parque apresenta basicamente três formações vegetacionais: Cerrado; Cerradão; Mata Ciliar.O Parque conta com: sistema de captação de água da empresa Águas Guariroba, Casa do Zelador, CRAS (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres), Centro de visitantes, Cantinho do Prosa, Trilhas interpretativas e Portaria central (Av.Afonso Pena). Horário de funcionamento: de terça a domingo das 8h ás 14h, na terça-feira é reservado para escolas, e na quinta e sábado, á visita no CRAS



Museu da Arte Contemporânea - MARCO





Museu da Arte Contemporânea - MARCO




O Museu de Arte Contemporânea - MARCO foi criado em 1991, abrigando atualmente um acervo de cerca de 500 peças em pintura, esculturas, gravura, desenho e instalações em sua grande maioria de autores regionais. O mais importante museu de artes plásticas do Estado dispõe de uma coleção de 70 peças de desenhos, pinturas e discos doados pela família de Lídia Baís. Funcionando atualmente no Parque das Nações Indígenas.

Localização: R. Antonio Maria Coelho, 6000.
Fone: (67) 326-7449
Horário de Visitação: 3ª a 6ª das 12h ás 18h; sáb., dom., feriado, das 14h ás 18h.



Praça Cuiabá




Praça Cuiabá



O ponto de confluência das Ruas Dom Aquino, Marechal Rondon, Sargento Cecílio Yule e Avenida Duque de Caxias teve traçado topográfico para sediar um logradouro em 1923, sendo ali instalado um Coreto, em 1925. Somente em 1960, foi construída a praça conhecida como Cabeça de Boi, nome dado pela população desde que um açougueiro colocou uma caveira de bovino na porta do seu estabelecimento. O local serviu também para atividades culturais, tornando-se para fazendeiros ponto de comercialização para seus rebanhos de gado. Em 1996, a Praça Cuiabá passou por uma remodelação adequando-se o espaço para o lazer.

Localização: Rua Dom Aquino com Avenida Duque de Caxias.

Relógio da 14 de Julho





Relógio da 14 de Julho



Toda a simbologia de uma época foi recuperada com a reconstrução do primeiro relógio público de Campo Grande, que se situava entre as principais vias da cidade: no cruzamento das ruas 14 de julho com Afonso Pena. Foi construído em 1.933, em alvenaria com 5 metros de altura, com mecanismo de tecnologia alemã e funcionava a cordas. Demolido, sob protestos, em 1970, hoje, localiza-se a 100 metros do antigo local.

Localização: Av. Afonso Pena com a Av. Calógeras.



INTERESSADOS EM PACOTES TURÍSTICOS PARA QUALQUER LUGAR NOS PROCURE. TRABALHAMOS COM AS MELHORES OPERADORAS TURÍSTICAS, CVC, PNX, AGAXTUR, INTRAVEL E ATÉ A PRÓPRIA SAKS MONTA PACOTES. CONFIRA OU ENTRE EM CONTATO COM A SAKS VIAGENS E TURISMO. VEJA OS NOSSOS PACOTES!


VIAJE BEM! VIAJE SAKS!
(61) 3352-3454/91613691
Email: brasilia_dalma@saks.tur.br
msn: dalmasb@hotmail.com.br
http://www.saks.tur.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário