sábado, 28 de novembro de 2009

Ilhas Cocos (Keeling) - Australia

Ilhas Cocos (Keeling) - Australia



Ilhas Cocos, ou Ilhas Keeling (conhecidas oficialmente como Ilhas Cocos (Keeling); em inglês: Cocos (Keeling) Islands), são um dos territórios da Austrália, com cerca de 630 habitantes (2005). Este arquipélago australiano de 14 km², tem 27 ilhas, mas apenas Home e West (a capital) são habitadas.
Situadas no Oceano Índico, a noroeste da Austrália, ficam a cerca de 580 milhas a sudoeste de Java. Formam dois atóis de coral densamente recobertos por coqueiros.

Ilhas Cocos (Keeling) - Australia

História

Já em 1541, as Ilhas Cocos foram incluídas nas cartas de navegação da França. As ilhas são desabitadas em 1609, quando o capitão britânico William Keeling, da Companhia das Índias (East India Company) as descobre.
Em 1827, John Clunies-Ross, marinheiro escocês, funda uma colónia composta por habitantes malaios. Posteriormente, em 1831, as ilhas tornam-se propriedade da família Clunies-Ross. Seis anos mais tarde, em 12 de Abril de 1836, chegando às Ilhas Cocos, Charles Darwin escreve a Teoria da Formação dos Atóis e Recifes de Coral. Em 1857, o território é formalmente anexado pelo Reino Unido, tornando-se uma colónia da Coroa. Fez parte de Ceilão entre 1878 e 1886 e entre 1942 e 1946, e dos Estabelecimentos dos Estreitos entre 1886 e 1942. Entre 1946 e 1951, esteve agregado a Singapura.

Ilhas Cocos (Keeling) - Australia


O governo australiano assume o controle do arquipélago a partir de 1955, comprando quase todas as propriedades dos Clunies-Ross em 1978. A administração local ganha maior autonomia com a criação, em 1979, do Conselho das Ilhas Cocos. Após um plebiscito que aprova a integração do arquipélago à Austrália, em 1984, a população recebe cidadania australiana plena.
Em 1993, a família Clunies-Ross perde as últimas posses para o governo australiano.

Ilhas Cocos (Keeling) - Australia

Ilhas Cocos (Keeling) - Australia
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário