terça-feira, 24 de novembro de 2009

San Francisco

San Francisco


Se uma pesquisa fosse feita para escolher a cidade americana mais agradável e que melhor impressiona aos visitantes, São Francisco provavelmente levaria o título. Ela não parece em nada com uma cidade típica americana, e justamente aí reside a diferença. Colinas cobertas por simpáticas residências construídas em estilo vitoriano, ruas arborizadas com algo de cidade do interior, uma baia de águas azuis, uma ponte pênsil pintada de cor laranja, bondinhos circulando pelas ruas com campainhas que fazem tlim-tlim, tudo isto envolto por um clima de descontração que faz a gente perceber que algo aqui é diferente dos outros lagares. Dá para entender o que Douglas Cross e George Cory sentiram ao escrever a famosa canção I left my heart in San Francisco, pois esta é uma daquelas cidades que quando a gente vai embora o coração parece que se recusa a partir e continua por lá.




San Francisco

Ladeada pelo Oceano Pacífico e pelas águas da San Francisco Bay, a cidade espalha-se em torno de 42 colinas, e entre elas estão regiões tão diferentes quanto suas comunidades. Desde North Beach, o recanto italiano, até Nob Hill local de belas mansões. Desde a tranqüilidade de Pacific Heights, passando pelo agito do Embarcadero até o ecletismo da Castro Street, coração da San Francisco gay, e ainda Haight Ashbury, famosa nos anos 60 como capital do movimento Flower Power, ou ainda Chinatown. o.

San Francisco é um lugar onde falsos moralismos não tem vez, e que recebe bem a todos, independente das preferências religiosas, sexuais ou culturais de cada um. Comece sua visita conhecendo por um de seus principais símbolos, o conjunto de seis casas vitorianas da Teiner Street, frente à Alamo Square. Estas belos sobrados (foto acima) são os únicos remanescentes do grande incêndio que destruiu quase toda cidade, e tem a honra de serem o segundo local mais fotografado de San Francisco, logo depois da Golden Gate. São conhecidas como Painted Ladies.



Conjunto de seis casas vitorianas da Teiner Street - San Francisco

O prédio central em formato de agulha, batizado de TransAmerica Pyramid é o principal ícone arquitetônico do centro financeiro de San Francisco, mas na verdade nunca chegou a fazer páreo para os símbolos autênticos de Frisco, os milhares de sobrados coloridos que enfileiram-se como dominós ao longo das ladeiras da cidade. Um bom local para se apreciar este conjunto é do mirante situado no alto da Coit Tower, de onde batemos esta foto.


O prédio central em formato de agulha, batizado de TransAmerica Pyramid

Foto da Coit Tower, a mesma torre que aparece no alto de uma colina na primeira foto dessa página. Para chegar lá siga em direção a Telegraph Hill, ao longo da rua Lombard. Quem estiver de carro pode subir direto, mas vai ter que esperar um pouquinho para estacionar, já que o número de vagas no local é limitado. Inaugurada em 1933, a torre é obra de Lillie Hitchcock Coit, magnata filantropo que decidiu construir este observatório num local elevado com o objetivo de ajudar o trabalho dos bombeiros, pois havia ficado muito impressionado com o terremoto e conseqüente incêndio que arrasou a cidade em 1906. Não se sabe se a torre ajudou de fato ao trabalho dos bombeiros, mas em pouco tempo ela havia se transformado num dos pontos turísticos mais famosos da cidade, além de fornecer uma vista inigualável de sua plataforma superior.  Em frente à torre está situada uma estátua de Cristóvão Colombo.



Foto da Coit Tower 


Foto da Union Square, batida de uma vitrine no 5o andar da loja Macy's, situada bem em frente. A Union Square pode ser considerada como o centro do centro e em seu contorno estão diverso restaurantes, bares, cafés, dezenas de estabelecimentos comerciais, lojinhas de souvenir, etc etc. O nome original da praça, dado em 1941, foi escolhido como homenagem às tropas que lutaram pela manutenção da união do país durante a guerra civil. Durante um tempo a região era antro de mendigos e desabrigados, mas após a recente reforma toda área foi muito valorizada e agora a Union Square tem palcos para shows, cafés descolados e serve de local de encontro para jovens e trabalhadores que vem comer seus sanduíches de almoço nos bancos da praça. Cercada de lojas elegantes e hotéis de luxo, esta é agora uma das áreas mais nobres do centro.



Foto da Union Square

A ponte Golden Gate é o principal cartão postal da cidade, e quem quiser vê-la de um bom ângulo tem duas boas alternativas: Embarcar num dos passeios marítimos que zarpam de hora em hora dos cais do Fishermans Wharf e que costumam passar por baixo da ponte, ou então visitar o Golden Gate National Recreation Area. Este parque, um dos recantos mais bonitos da cidade, é formado por uma sucessão de áreas verdes, simpáticas residências à beira mar, penhascos, estradinhas serpenteando por entre área ajardinadas e por lá estão diversos recantos onde se pode parar e apreciar a vista da entrada da baía emoldurada pela Golden Gate.
A Golden Gate foi inaugurada em maio de 1937. Até então muito se falava na construção de uma ponte sobre a entrada da baía, ligando San Francisco ao município de Marin, situado ao norte, mas a baía tinha águas geladas, uma corrente fortíssima e todo mundo julgava impossível uma obra deste porte num local de condições tão difíceis. Sua construção durou quatro anos, e custou 35 milhões de dólares, uma fortuna para a época.

O projeto adotado, ao estilo Ponte Suspensa com um vão de 1280 metros, permaneceu um recorde mundial durante 27 anos. Ela tem duas torres centrais com altura de 223 metros e dispõe de cinco pistas de trânsito situadas 130 metros acima da água. Com uma pintura característica vermelho alaranjada, a ponte é desde então o principal símbolo da cidade.





A ponte Golden Gate

A foto ao lado é de um local pouco freqüentado por turistas, mas muito conceituado por moradores locais, a Great Highway, próximo ao jardim zoológico da cidade. Muito se diz que São Francisco, devido ao clima frio e quase sempre ventoso não é um local recomendado para praia. Mesmo assim, a cidade tem seus dias quentes e convidativos à praia, e se você por acaso estiver lá num destes dias e quiser pegar umas ondas, tomar um banho de mar no Oceano Pacífico ou simplesmente caminhar pela areia, venha para cá. Separadas das casinhas coloridas por uma avenida dupla, uma vegetação rasteira e dunas de areia, está uma praia quase deserta que estende-se por quilômetros, e à qual é quase impossível resistir.



Fotos de Great Highway - San Francisco
 
Vista de uma área residencial nobre, próxima ao Golden Gate National Recreation Area. Por aqui estão as melhores residências da cidade, em meio à tranqüilidade de colinas cobertas de vegetação. A melhor forma de percorrer esta área a leste do centro é de carro, mas se você não tiver um veículo próprio pode pegar uma das excursões diárias que percorrem os pontos mais conhecidos da cidade. Além dos pontos centrais, incluídos na maior parte dos roteiros, também vale a pena visitar, perto daqui, o Palace of Fine Arts e o Palace of the Legion of Honor.



San Francisco

Foto de avenida central de San Francisco. Para compras em shoppings você vai precisar de um carro, pois os grandes malls estão afastados da zona central. Vá até o Serramonte Center, situado em Daly City, pouco ao sul de San Francisco. Basta seguir toda vida pela estrada 280, ou 1, e você passará ao lado dele. Quem preferir ficar por aqui mesmo também pode ir até a avenida Van Ness, a oeste do centro e que também concentra uma grande variedade de boas lojas. Ao contrário de outras cidades americanas, um carro em San Francisco não é algo tão imprescindível assim.



Foto de avenida central de San Francisco

Uma visita imperdível é China Town, o bairro chinês de San Francisco, na prática um dos maiores bairros chineses do país. A partir do pórtico existente na Grant Street, e ao longo das ruas Grant e adjacentes, você vai encontrar praticamente uma filial da china. Restaurantes, bares e padarias oferecendo desde Cake Moons e Patos Laqueados até iguarias chinesas menos conhecidas entre os ocidentais. Também vai encontrar livrarias, lojas de música, artesanato, artes, e principalmente, muita gente de olhinhos puxados. Aliás, para ver gente de olhos puxados, você não precisará ir até o bairro chinês. Praticamente em qualquer local de San Francisco encontra-se um percentual altíssimo de moradores com traços orientais, e as vezes a gente tem a impressão de estar não nos Estados Unidos, e sim na China, Japão ou Coréia.



Bairro Chinês de San Francisco

Mais uma foto da Golden Gate, batida de um barquinho, quando nos aproximávamos do vão central. Se você está de passagem marcada para a California, não deixe de reservar alguns dias para conhecer esta cidade tão especial. San Francisco é um lugar que sabe agradar a todos, seja qual for seu interesse ou disposição. É animada e intimista, cosmopolita e provinciana, grande e pequena ao mesmo tempo, conforme o momento ou o lugar. Ou seja é exatamente igual a qualquer um de nós. E principalmente, tem tanta personalidade que nem parece apenas uma cidade, e sim uma pessoa. Aquela pessoa especial que a gente conhece um dia numa viagem e nunca mais esquece.
 
 

Foto da Golden Gate


INTERESSADOS EM PACOTES TURÍSTICOS PARA QUALQUER LUGAR NOS PROCURE. TRABALHAMOS COM AS MELHORES OPERADORAS TURÍSTICAS, CVC, PNX, AGAXTUR, INTRAVEL E ATÉ A PRÓPRIA SAKS MONTA PACOTES. CONFIRA OU ENTRE EM CONTATO COM A SAKS VIAGENS E TURISMO. VEJA OS NOSSOS PACOTES!


VIAJE BEM! VIAJE SAKS!
(61) 3352-3454/91613691
Email: brasilia_dalma@saks.tur.br
Msn: dalmasb@hotmail.com.br
http://www.saks.tur.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário